• Dr Paulo Brasil

Tratando diabetes e obesidade com testosterona

Aplicação potencial de terapia de reposição de testosterona como tratamento para obesidade e diabetes tipo 2 em homens

Julius Fink et al. Esteróides. Outubro 2018

▶️Estilo de vida sedentário e supernutrição são as principais causas da obesidade e do diabetes tipo 2 (T2D).

▶️No entanto, as mesmas causas são os principais gatilhos de hipogonadismo. Muitos pacientes com DM2 apresentam níveis baixos de testosterona, enquanto os homens hipogonadais parecem estar propensos a se tornarem diabéticos.

▶️A testosterona desempenha um papel importante na regulação da massa muscular, tecido adiposo, inflamação e sensibilidade à insulina e, portanto, está regulando indiretamente várias vias metabólicas, enquanto a DM2 é comumente desencadeada pela resistência à insulina, aumento do tecido adiposo e inflamação, mostrando uma correlação negativa entre os níveis de testosterona e T2D.

▶️A terapia de reposição de testosterona (TRT) é amplamente usada em pacientes com sintomas de hipogonadismo, no entanto, não é comumente usada como intervenção preventiva ou tratamento para pacientes com DM2, embora os pacientes com hipogonadismo compartilhem muitos sintomas comuns (obesidade, insensibilidade à insulina, aumento da inflamação, diminuição muscular massa e força) com pacientes com DM2.

▶️Varios estudos têm mostrado que a TRT permanece uma intervenção potente que melhora as funções metabólicas, como hemoglobina glicada, sangue açúcar, colesterol total e gordura visceral. ▶️Logo podemos Afirmar baseados na literatura mundial e na prática clínica de consultório que reposição de testosterona é fundamental como tratamento metabólico!

Fonte: Potential application of testosterone replacement therapy as treatment for obesity and type 2 diabetes in men

Julius Fink et al. Steroids. 2018 Oct

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo